Entre em contato pelo 0800 591 9059 ou pelo whatsapp (48) 9 9614-7530

5 dicas para aumentar o desejo sexual a partir dos 60 anos

dicas para aumentar o desejo sexual

Você sabia que alguns hábitos podem te ajudar a aumentar o desejo sexual?

Com o avanço da medicina, é possível ter cada vez mais qualidade nas relações sexuais, independente da idade. 

Para os homens com mais de 60 anos, entre as principais preocupações estão a disfunção erétil (impotência), a diminuição da libido e a ejaculação precoce. 

Todos esses problemas podem ser resolvidos a partir de mudanças de estilo de vida e com o apoio de um tratamento de saúde adequado.

Confira nesse post 5 dicas para homens com mais de 60 anos de como aumentar o desejo sexual e ter um melhor desempenho durante a hora H.

FAÇA AGORA MESMO UMA AVALIAÇÃO DE SAÚDE GRATUITA

Principais causas da baixo libido

Estresse, ansiedade, problemas na vida pessoal ou profissional são os principais fatores emocionais ligados à falta de apetite sexual. 

Doenças como obesidade e diabetes também influenciam na queda da libido.

Da mesma maneira, o uso de alguns medicamentos também podem trazer a redução do desejo sexual como efeito colateral. 

Outro fator que pode desencadear a queda da libido é a deficiência na produção ou distribuição da testosterona, principal hormônio masculino.

Conforme a idade avança, é comum que os homens sofram dessa diminuição na produção da testosterona.

Contudo, alguns bons hábitos são fundamentais para aumentar o desejo sexual. 

Por isso, separamos algumas dicas para você!

Dicas para homens com mais de 60 anos que querem aumentar o desejo sexual

1- Os alimentos influenciam sua libido

Uma alimentação saudável e balanceada é muito importante para manter a saúde em dia e alguns alimentos, inclusive, contribuem ainda mais para o seu desempenho sexual e para o aumento da libido.

Leitura recomendada: 10 alimentos que aumentam a libido do homem

O consumo de alimentos afrodisíacos, por exemplo, tem o poder de aumentar o desejo sexual e melhorar o desempenho na hora H.

Isso porque eles melhoram o fluxo sanguíneo e estimulam a liberação de alguns hormônios relacionados ao sexo, como a noradrenalina e a serotonina.

Além disso, uma alimentação mais saudável, sem exagero de gorduras ou alimentos com muito açúcar, também deve ser uma prioridade.

Ter uma boa dieta o deixará mais ativo e com menor propensão a desenvolver doenças crônicas, como as cardiovasculares e a diabetes.

2- Boas noites de sono são essenciais para aumentar o desejo sexual e melhorar a libido

Segundo um estudo da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, homens que dormem menos de cinco horas por noite têm a produção de testosterona reduzida em cerca de 15%. 

Isso ocorre porque é enquanto dormimos que os níveis hormonais são estabilizados.

Portanto, noites de sono tranquilas e com um tempo médio de 8 horas irão ajudar seu organismo na produção de testosterona, consequentemente regulando sua libido.

Leitura recomendada: Sono: saiba qual é sua importância para o bem-estar e para saúde sexual masculina

3- Pratique exercícios físicos para aumentar o desejo sexual

A prática de atividades físicas é fundamental para colocar o corpo em ação, ativando a produção de hormônios essenciais para o bem estar, causando sensações de felicidade, autoconfiança, relaxamento, adrenalina, ânimo e muito mais.

Além disso, alguns exercícios são ótimos para fortalecer a região pélvica, resgatar ou aumentar a flexibilidade, alongar regiões aliviando dores e também podem até ter funções ansiolíticas e antidepressivas.

Nesse sentido, ter uma vida mais ativa naturalmente contribuirá para a adesão das demais dicas deste post.

Logo, a prática de exercícios físicos é como um impulso para iniciar uma alimentação mais saudável, dormir com mais qualidade, sair da rotina e, consequentemente, conquistar um corpo ativo e pronto para ver aumentar o desejo sexual na sua vida íntima.

Escolha a modalidade que mais te agrada e comece a se movimentar o quanto antes!

4- Exclua os vícios da sua vida

Existem hábitos muito nocivos que alimentamos e carregamos por bastante tempo em nossas vidas.

Embora existam diversos avisos, os efeitos deles costumam aparecer a longo prazo, minimizando a percepção dos usuários sobre a sua ação negativa na saúde.

Portanto, excluir o cigarro, bebidas alcoólicas e o uso excessivo de medicamentos é indispensável.

Os efeitos colaterais e o acúmulo dessas substâncias no organismo podem surtir efeitos indesejados como a impotência sexual, a ejaculação precoce, a queda na libido, além de doenças como cânceres, cirrose, hepatites, doenças cardiovasculares, dentre outras.

Por isso, para aumentar o desejo sexual a partir dos 60 anos, a melhor opção é escolher hábitos regenerativos e abandonar os hábitos nocivos.

5- Saia da rotina 

É normal que ocorra uma queda no desejo sexual quando os casais estão juntos há muito tempo.

Por isso, sair da rotina é uma boa maneira de esquentar a relação e dar aquele empurrãozinho para aumentar o desejo sexual.

Para apimentar a relação, uma boa aposta é fazer sexo em outros lugares, trocar posições, ir a um motel e conversar com a(o) parceira(o) sobre fantasias e outras possibilidades para trazer aquele brilho entre o casal.

Melhore seu desempenho sexual

Apesar de algumas técnicas naturais serem bastante recomendadas para aumentar o desejo sexual e a libido masculina, na realidade a baixa libido pode ser sintoma de um problema maior.

Além da inclusão desses hábitos na sua rotina, faça uma Avaliação de Saúde e considere aderir a um tratamento completo, seguro e eficaz para o seu caso – seja ele baixa libido, impotência sexual ou ejaculação precoce.Saiba mais sobre o Spray Sublingual e melhore o seu desempenho sexual, assim como centenas de homens fizeram ao escolher o tratamento da Uro.

FAÇA AGORA MESMO UMA AVALIAÇÃO DE SAÚDE GRATUITA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.