Entre em contato pelo 0800 591 9059 ou pelo whatsapp (48) 9 9614-7530

Cigarro e disfunção erétil: Por que fumantes têm maior risco de sofrer com impotência sexual?

cigarro e disfunção erétil

O tabagismo está entre os principais fatores de risco para o homem desenvolver impotência sexual com o tempo. Mas você sabe por que ocorre a relação entre cigarro e disfunção erétil?

FAÇA AGORA MESMO UMA AVALIAÇÃO DE SAÚDE GRATUITA

No artigo dessa semana vamos explicar porque o uso do cigarro está relacionado com a impotência sexual e também como é possível buscar um tratamento para essa disfunção sexual que afeta cerca de 40% dos homens brasileiros.

O que é disfunção erétil?

A Disfunção Erétil é popularmente conhecida como impotência sexual. É diagnosticada quando o homem tem, frequentemente, alguma dificuldade para ter ereção ou para manter o pênis endurecido. O que dificulta ou impossibilita a penetração e uma relação sexual satisfatória.

Estima-se que 1 em cada 3 homens com menos de 45 anos (35%), e até 2 em cada 3 homens com mais de 45 anos (65%), apresentam algum grau de Disfunção Erétil. Mas a boa notícia é que, para a maioria dos casos, a Disfunção Erétil tem tratamento médico eficaz.

Leitura recomendada: 5 motivos para usar o Spray para impotência sexual  

Por que ocorre a relação entre cigarro e disfunção erétil?

O possível surgimento da impotência sexual pode depender de diferentes fatores relacionados ao tabagismo. Como a quantidade de consumo diário do cigarro, do tempo em que o homem é fumante e da associação com doenças que também são fatores de risco para desenvolver disfunção erétil. Tais como diabetes, doenças cardiovasculares e hipertensão.

De acordo com essa reportagem publicada em 2013, o tabagismo pode aumentar em 85% o risco do homem sofrer de impotência sexual. Mas por que ocorre essa relação entre cigarro e disfunção erétil?

Basicamente, o uso contínuo do cigarro deixa as artérias entupidas e com pouca dilatação. Em consequência, isso diminui o fluxo nos vasos sanguíneos que percorrem o pênis. O que aumenta os riscos do homem desenvolver disfunção erétil.

Disfunção erétil tem tratamento?

Vários estudos têm mostrado que a modificação do estilo de vida está associada a melhorias significativas na função erétil. Isso porque ter hábitos saudáveis durante toda a vida traz um impacto direto para a saúde do corpo em geral, inclusive a sexual.

Além disso, vale ressaltar que disfunção erétil tem tratamento. O primeiro passo é identificar se o homem realmente sofre de impotência sexual. Para isso, o ideal é realizar uma avaliação médica primeiramente. Após o diagnóstico será indicado o tratamento mais adequado para o caso.

Assim como as recomendações de mudanças de estilo de vida. Você pode conferir algumas dicas de como evitar a disfunção erétil aqui.

FAÇA AGORA MESMO UMA AVALIAÇÃO DE SAÚDE GRATUITA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *