Entre em contato pelo 0800 591 9059 ou pelo whatsapp (48) 9 9614-7530

8 curiosidades sobre chocolate e sexo

chocolate e sexo

Você já se perguntou porque chocolate e sexo geralmente são associados? Por que o chocolate é considerado afrodisíaco? Será que eles fazem bem à saúde?

Já que estamos bem pertinho da Páscoa, que neste ano será comemorado no dia 04 de abril, reunimos neste artigo 8 curiosidades sobre chocolate e sexo para você entender porque há uma conexão entre esses dois assuntos. 

FAÇA AGORA MESMO UMA AVALIAÇÃO DE SAÚDE GRATUITA

#1 – Chocolate e prazer a dois

O chocolate está entre os mais conhecidos e saborosos alimentos afrodisíacos, ou seja, ele é capaz de estimular o desejo sexual. O cacau, principal ingrediente do chocolate, é considerado um afrodisíaco natural desde as culturas mais antigas. Estudos científicos também já confirmaram que o chocolate é capaz de aumentar o desejo sexual.

#2 – Chocolate e Sexo

Você sabia que as substâncias que explicam as sensações de bem-estar, tanto no chocolate como no sexo, são quase idênticas?

O chocolate costuma ser associado ao prazer sexual porque possui compostos que proporcionam dopamina, serotonina e feniletilamina. Eles são neurotransmissores que oferecem sensações de bem-estar, prazer, felicidade e afastam a ansiedade. 

Essa tríade de substâncias também é alcançada quando se está apaixonado e/ou durante o orgasmo. Só que as relações sexuais proporcionam esses neurotransmissores em quantidades bem superiores e mais duráveis no organismo do que quando se consome chocolate.

Leia também: 10 benefícios do sexo para a sua saúde

A sensação oferecida pelo doce, apesar de ser parecida, não substitui o prazer atingido no ato sexual. A ingestão de chocolate pode aumentar a concentração de feniletilamina e serotonina no sangue, mas dificilmente atingirá o patamar de prazer e bem-estar proporcionado durante o orgasmo.

#3 – A química do chocolate

O chocolate é um estimulante natural para o sexo por ser capaz de aumentar no organismo a produção de neurotransmissores diretamente relacionados ao prazer sexual, como dopamina, serotonina e endorfina. 

O doce também é fonte de magnésio, mineral que contribui para o relaxamento e, consequentemente, melhor aproveitamento das relações íntimas.

Sua versão com mais cacau é também mais poderosa para o aumento da libido. Isso porque dessa forma contém mais feniletilamina, um componente popularmente conhecido como “hormônio da paixão”. 

Além disso, os chocolates também possuem L-arginina, um aminoácido que pode potencializar o desejo de forma eficaz para homens e mulheres.

#4 – Pesquisa sobre chocolate e sexo

Uma pesquisa confirmou o que algumas pessoas já desconfiavam: a maioria das mulheres prefere desistir do sexo, do que do chocolate. O estudo, realizado com 2.000 pessoas em todo Reino Unido, descobriu que 22% das mulheres não conseguem viver sem chocolate.

Por outro lado, quando o assunto era sexo, apenas 9% do público feminino informou que a relação sexual era a coisa mais difícil de abandonar. Entre os homens, um em cada cinco entrevistados – 22% – não conseguiriam ficar sem sexo. Mais que o dobro das mulheres.

Curiosidade: Vício em sexo: o que é, principais sintomas e tratamentos

E você, entre chocolate e sexo, preferiria desistir de qual? Ou não abre mão dos dois? Nos responda nos comentários aqui do blog.

#5 – O cacau como afrodisíaco na História 

Como você provavelmente já sabe, um dos primeiros povos a utilizarem o cacau foram os Astecas. O cacau tinha um imenso valor simbólico na culinária dessa cultura e era um item raro e de luxo. Começava ali, nos relatos da civilização asteca, a associação entre chocolate e sexo. Conforme explica a revista Super Interessante em uma matéria sobre o assunto. 

Durante o Império Asteca, historiadores relatam que bebidas que misturavam o cacau com outras especiarias eram utilizadas para aumentar o desejo sexual e melhorar a performance dos homens. Mas o principal uso da bebida era para o consumo dos guerreiros da civilização para obterem energia, e também para serem oferecidas aos deuses. 

Foram os espanhóis, após “descobrirem” a fruta e bebida utilizada pelos Astecas e Maias, que contribuíram para seu conhecimento para o resto do mundo. Já a fama do chocolate ser afrodisíaco aumentou principalmente devido à corte e aristocracia francesa, lá pelo século XVII durante os reinados dos Luíses.

Os séculos se passaram, mas depois que o chocolate alcançou seu status de um dos doces mais populares do mundo, suas associações com noites de prazer a dois não o abandonaram. Na verdade, há quem diga que as diferentes combinações de chocolate e sexo, amplamente difundida, só fez aumentar a sua fama.

#6 – Chocolate e sexo ajudam a emagrecer

Apesar de parecer contraditório, nutrólogos afirmam que os chocolates com maior concentração de cacau são bons aliados para o emagrecimento.

Mas, é importante que eles sejam consumidos em pequenas quantidades e associados a uma alimentação saudável e à prática de exercícios físicos.

Leia também: Obesidade e sexo: tabu ou obstáculo?

Dessa forma, chocolate e sexo se complementam, uma vez que essa atividade também é capaz de proporcionar uma considerável queima de calorias.

Em uma pesquisa realizada por uma Universidade canadense descobriu que os homens podem queimar em média mais de 100 calorias durante as relações sexuais.

Já entre as mulheres essa queima não chega a 70 calorias, mas em ambos casos pode-se considerar um resultado equivalente à realização de exercícios de nível de dificuldade moderado.

Saiba mais: Dicas de hábitos saudáveis para homens aproveitarem melhor a vida

Está aí mais um excelente motivo para manter a vida sexual ativa

#7 – Chocolate e sexo fazem bem ao coração

O resultado de um estudo publicado no Journal of a Sexual Medicine revelou que o sexo é um grande aliado à saúde do coração masculino.

Isso porque a atividade sexual exige que o fluxo sanguíneo chegue à área genital para que haja ereção.

Nesse sentido, o sexo melhora e favorece o bombeamento do sangue no corpo, fortalecendo a função cardíaca.

Leitura sugerida: E aí, colesterol causa impotência?

Além disso, o chocolate também pode ser um grande aliado, já que o do tipo amargo contém flavonoides.

Essa substância é antioxidante, é um agente que combate os radicais livres e diminui a inflamação do corpo. 

Não bastando, o chocolate amargo ainda pode auxiliar evitando que as plaquetas não acumulem no sangue e, assim, diminua os riscos de ataques cardíacos.

Portanto, é inevitável afirmar que chocolate e sexo são uma dupla imbatível, não é mesmo?

#8 – Chocolate e sexo auxiliam na qualidade psicológica

Como falado anteriormente, o chocolate amargo é rico em flavonoides, um super componente capaz de trazer incontáveis benefícios para o organismo.

Dentre eles, a substância estimula a serotonina, hormônio responsável por importantes sensações de bem-estar, que contribuem para uma qualidade psicológica.

O mesmo acontece durante a atividade sexual: a serotonina é liberada, oferecendo aos envolvidos alguns estímulos que só o chocolate e sexo podem conceder.

Os benefícios se apresentam principalmente na redução da ansiedade e na melhora do humor.

Saiba mais: 10 benefícios do sexo para a sua saúde

Para isso, recomenda-se o consumo de no máximo 30 gramas de chocolate amargo por dia.

#Dica extra

É importante ressaltar que os efeitos afrodisíacos podem ser observados com os chocolates que possuem maior concentração de cacau e que não tenham tanto açúcar ou outros componentes. Também não é recomendado o consumo excessivo de chocolate. 

Mas nada impede de você utilizar o chocolate com criatividade em uma noite especial com seu par para intensificar o prazer de vocês dois.

Já conhecia todas essas curiosidades sobre chocolate e sexo? Conta pra gente aqui nos comentários!

FAÇA AGORA MESMO UMA AVALIAÇÃO DE SAÚDE GRATUITA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *