Entre em contato pelo 0800 591 9059 ou pelo whatsapp (48) 9 9614-7530

Desempenho sexual masculino: desvendando mitos

desempenho sexual masculino

Conforme o passar dos anos o desempenho sexual masculino vai se tornando motivo de dúvida, interesse e até preocupação entre os homens.

Diversos fatores estão relacionados a isso. Porém, alguns deles são disseminados aleatoriamente, de maneira equivocada; criando mitos, incertezas, inseguranças e até grandes problemas psicológicos e emocionais.

Que tal um desafio? Vamos explorar algumas afirmações frequentemente reproduzidas sobre a vida erótica dos homens na lista de mitos a seguir; descubra se você acredita ou já espalhou por aí alguma dessas ideias!

FAÇA AGORA MESMO UMA AVALIAÇÃO DE SAÚDE GRATUITA

MITO 1: Usar preservativo ajuda a evitar a ejaculação precoce

O preservativo tem os únicos objetivos de impedir a transmissão de doenças e/ou evitar uma gravidez indesejada. Embora atualmente alguns modelos prometam prolongar a ejaculação ou anestesiar o pênis com essa mesma finalidade, não existem comprovações de que essas substâncias de fato auxiliem no desempenho sexual masculino evitando a ejaculação precoce.

Veja neste artigo se é possível controlar a ejaculação precoce.

MITO 2: A disfunção erétil não acontece com homens jovens

Apesar de ser mais comum em homens mais velhos, os problemas sexuais não são exclusivos dessa faixa etária. Na verdade, elas podem acontecer com homens de qualquer idade. Por estar bastante relacionado a desdobramentos psicológicos, muitos jovens podem apresentar impotência, ejaculação precoce, baixa libido, dentre outros.

MITO 3: Uma vida sexual ativa só é possível até os 55 anos

A vida sexual na terceira idade não é somente possível como é também indicada. Ela causa melhorias no bem-estar; regula a pressão arterial; diminui chances de AVCs e é, inclusive, considerada e indicado pelo Ministério da Saúde como uma atividade física.

Desse modo, a prática sexual é importantíssima e pode se manter ativa até a velhice, dependendo do estilo de vida de cada um.

Leia também: Sexo na terceira idade é bom e você deve fazer

MITO 4: Problemas sexuais são distúrbios físicos

Os distúrbios sexuais são prioritariamente problemas psicológicos que acabam influenciando no desempenho físico. Portanto, o acompanhamento de terapia deve ser paralelo aos tratamentos para disfunções sexuais. 

MITO 5: O excesso de masturbação pode fazer mal para o desempenho sexual masculino

Na realidade, o estímulo ao pênis seguido de ejaculação antes do sexo pode prolongar o atingimento de uma nova ereção. Entretanto, a masturbação é bastante importante nas preliminares; para o autoconhecimento; para se proporcionar um momento de prazer ou até como um truque para prolongar a duração do sexo – já que uma segunda ejaculação demora mais para acontecer.

Porém, fique atento, tudo em excesso merece cautela para que não se torne um vício.

Quer saber mais? Conheça 11 curiosidades sobre masturbação masculina!

MITO 6: A masturbação ajuda a aumentar o tamanho do pênis

Infelizmente essa lenda não está confirmada. O tamanho do órgão genital masculino é definido principalmente por questões genéticas e biológicas. Portanto, a masturbação não vai aumentar o tamanho do seu pênis. Sugerimos, no entanto, que busque o conhecimento de outras práticas sexuais que estimulem as zonas erógenas do seu parceiro, proporcionando experiências que vão além da penetração.

Isso pode ser bem mais interessante e prático do que tentar aumentar o tamanho do pênis!

Para ter algumas dicas leia o artigo “O que fazer para ter mais prazer no sexo e esquentar a relação?“.

MITO 7: Ejaculação precoce e disfunção erétil não têm cura

As disfunções sexuais geralmente são causadas por um conjunto de questões, como: hábitos de vida; consumo de produtos químicos como medicamentos; cigarros, bebidas alcoólicas; falta de exercícios físicos; problemas psicológicos, traumas, dentre outros.

Por essa razão, são completamente tratáveis, de preferência também de modo conjunto, com terapias, exercícios, tempo de lazer e descanso e com tratamento medicinal.

Leia também: Como é realizado o tratamento para problemas de ereção na UroClinic?

O Spray Sublingual da Uro Telemedicina oferece 90% de eficácia na recuperação do desempenho sexual masculino. Para conhecer mais sobre esse método solicite sua avaliação de saúde gratuita e descubra o melhor método para a recuperação da sua saúde sexual.

MITO 8: A libido acaba na terceira idade

Fato é que depois dos 60 anos os níveis hormonais diminuem expressivamente. No entanto, a libido pode ser estimulada com tratamentos como o mencionado anteriormente. 

É importante destacar que na terceira idade as preliminares devem ser ainda mais valorizadas, já que o toque pode ajudar muito a despertar a libido. 

Além disso, a prática de exercícios físicos, o consumo de alguns alimentos e de bastante água são fatores que auxiliam o desempenho sexual masculino e feminino na terceira idade.

Para quem adora inovar aqui vão 7 dicas sobre orgasmo, prazer e sexualidade após os 60 anos.

MITO 9: Alguns alimentos causam impotência sexual

Não há nenhum indício científico ou estudos que comprovem a ação de qualquer alimento na causa de impotência sexual. No entanto, ter uma alimentação saudável é excelente para garantir boa saúde e qualidade em diversos outros aspectos da vida. 

Se ainda não sabe, conheça as principais causas da impotência sexual e como tratá-la.

MITO 10: Muita masturbação pode acabar com o estoque de esperma e/ou causar infertilidade

Como outros fluidos que compõem o corpo humano, o esperma é produzido continuamente pelo organismo. Por isso, pode-se dizer que ele é inesgotável.

Do mesmo modo, a alta frequência da masturbação não está entre as causas de infertilidade – tanto em homens quanto em mulheres. Logo, não há contraindicações para a prática da masturbação, desde que não implique em futuros problemas de saúde física (como machucar o órgão genital) ou psicológica (vício por masturbação). 

A notícia boa é que, na verdade, a masturbação pode trazer diversos benefícios para a saúde masculina.

Existem muitas outras afirmações que, passadas sem embasamento científico, confundem e enganam homens e mulheres. Infundadas ou não, elas acabam sendo um desserviço para a vida e o desempenho sexual masculino.

Você já ouviu alguma das afirmações acima? O que mais te chamou a atenção? Quais outras crenças te acompanham? Quer tirar a dúvida se elas são mito ou verdade? Compartilha aqui nos comentários e vamos trazer as respostas para as suas dúvidas.

Mas se depois de ler este artigo você deseja saber mais sobre desempenho sexual masculino e possíveis tratamentos solicite agora a sua avaliação de saúde gratuita

É rápido e fácil. Não perca tempo e reative os momentos de prazer na sua vida!

Achou interessante? Veja como estão sendo os desafios dos casais na quarentena e como enfrentá-los!

FAÇA AGORA MESMO UMA AVALIAÇÃO DE SAÚDE GRATUITA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *