Entre em contato pelo 0800 591 9059 ou pelo whatsapp (48) 9 9614-7530

Descubra quem são os inimigos da testosterona!

inimigos da testosterona

Os inimigos da testosterona estão por todos os lados e fazem parte dos hábitos de grande parcela dos homens.

A queda do principal hormônio masculino é mais comum do que possamos imaginar, e é responsável por diversos problemas de saúde, inclusive os sexuais.

Além de descobrir quem são os inimigos da testosterona, é importante saber identificar os sinais de queda dos níveis médios desse hormônio.

Não menos importante, é essencial estar bem informado sobre os métodos de prevenção; e, em caso de diagnóstico laboratorial, saber qual é o principal tipo de tratamento disponível.

FAÇA AGORA MESMO UMA AVALIAÇÃO DE SAÚDE GRATUITA

Leia também: Hábitos que reduzem o nível de testosterona e dicas para estimular a produção do hormônio naturalmente

O que é a testosterona e qual a sua função?

Para ir a fundo no assunto “testosterona baixa”, clique no link e leia o artigo completo que preparamos para falar sobre isso.

Neste artigo, é importante novamente destacar que a testosterona é o principal hormônio masculino. 

Desde o início da puberdade ele começa a ser produzido pelos testículos e é responsável pela disposição e libido sexual masculina.

Além disso, essa substância também é fundamental para a saúde mental e o desenvolvimento dos músculos e ossos.

Portanto, os inimigos da testosterona também são inimigos da saúde do homem como um todo.

De acordo com informações fornecidas pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), 25% da população masculina apresenta um déficit de leve a moderado nos níveis de testosterona.

Saiba mais: Desempenho sexual masculino: desvendando mitos

Como os inimigos da testosterona agem?

Quando esse hormônio masculino diminui no organismo, alguns sintomas surgem e interferem na qualidade de vida dos pacientes.

Além das implicações na saúde sexual, listamos outras consequências que podem ser bastante prejudiciais.

Veja a seguir os transtornos mais comuns:

1- Baixa libido e perda de interesse sexual

2- Queda no desempenho sexual, levando até à impotência

3- Cansaço em excesso

4- Dificuldades para dormir e insônia

5- Problemas com a concentração

6- Queda na produtividade

7- Confusão mental e de pensamentos

8- Complicações com a memória

9- Oscilação no temperamento e no humor

10- Perda de massa óssea

11- Aumento de massa corporal

12- Impedimento de ganho de massa muscular

13- Dificuldade para crescimento de pelos

Afinal, quem são os inimigos da testosterona?

Enfim, é chegado o momento de apresentar os principais inimigos da testosterona.

Assim, após identificarmos os sintomas, somente sabendo quais são as causas desse problema é possível tentar prevenir-se.

Entretanto, destacamos uma importante informação; com o passar dos anos – desde os 30, mas mais precisamente a partir dos 40 anos – os níveis de testosterona vão diminuindo nos homens, em uma média de 1% ao ano.

Portanto, manter hábitos saudáveis no decorrer da vida se torna indispensável para retardar ou receber essas implicações de modo mais tênue.

Logo, atente-se caso algum dos itens abaixo faça parte da sua rotina:

  • Sedentarismo
  • Má alimentação
  • Estresse
  • Obesidade
  • Consumo (e efeitos colaterais) de medicamentos 
  • Diagnóstico de outras doenças

Dentre os inimigos da testosterona, alguns merecem maior evidência, pois são facilmente controláveis a partir da escolha por costumes positivos.

Desse modo, não é possível que os homens se previnam de uma condição que naturalmente se manifestará. Mas é completamente viável fazer com que ele seja minimamente agressivo.

Descubra os tratamentos para a queda de testosterona

Ao notar qualquer dos sintomas listados acima o indicado é que o paciente faça uma avaliação de saúde.

Somente com as análises clínicas e de exames laboratoriais é possível diagnosticar o Hipogonadismo (queda hormonal).

A partir de indicação médica, o assistido poderá passar por tratamentos de reposição hormonal.

Esse procedimento é feito por aplicações subcutâneas ou intramusculares e também podem ser feitos com adesivos e géis de testosterona.

Mas ATENÇÃO: os tratamentos contra os inimigos da testosterona são contra indicados para homens que já tiveram diagnóstico de câncer de próstata ou câncer de mama.

Além disso, durante o período de tratamento é essencial manter o acompanhamento médico, realizando exames de PSA, toque retal e análises sanguíneas.

Então, a boa notícia é que esse quadro é altamente reversível e/ou controlável.

Caso o seu sinal de alerta tenha acendido por aí, procure rapidamente por um médico especialista.

Esses artigos também podem te interessar: Com que idade o homem fica impotente?
15 alimentos afrodisíacos que aumentam a libido do homem
Você reconhece a importância do diagnóstico precoce?

FAÇA AGORA MESMO UMA AVALIAÇÃO DE SAÚDE GRATUITA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *